Enhancing the QUAlity and Transparency Of health Research

EQUATOR resources in Portuguese | Spanish

Introdução a diretrizes para relatos

Quais são os princípios e os requisitos básicos para relatar pesquisas em saúde?

A maioria dos jornais biomédicos exige que os autores cumpram as Recomendações para Conduta, Relatos, Revisão e Publicação de Trabalhos Acadêmicos em Jornais Médicos (Recomendações ICMJE, anteriormente Requisitos Uniformes para Manuscritos) preparado pelo Comitê Internacional de Editores de Jornais Médicos (ICMJE). Este documento descreve os princípios éticos para a conduta e relatos de pesquisas e fornece recomendações em relação a elementos específicos de redação e edição.

O Comitê Diretor Internacional de Literatura Cinza (GLISC) adaptou os requisitos de ICMJE (a versão anterior) e criou Diretrizes para a Produção de Relatos Científicos e Técnicos. Essas diretrizes incluem considerações éticas, questões editoriais e de publicação, e preparação de relatos.

As normas internacionais para autores de publicações acadêmicas foram propostas na 2a Conferência Mundial sobre a Integridade de Pesquisas em Cingapura em 2010 e estão disponíveis on-line de forma gratuita. Os princípios-chave para a prática responsável em relatos de pesquisas são reproduzidos aqui:

Que são diretrizes para relatos?

As diretrizes para redação e publicação de relatos contêm recomendações estruturadas acerca do mínimo de informações que devem constar em um artigo sobre um determinado tipo de pesquisa médica. Elas concentram no conteúdo científico de um artigo e, portanto, complementam as instruções dos periódicos para autores que tratam principalmente dos termos técnicos dos manuscritos apresentados. Algumas diretrizes são genéricas para projetos de estudos definidos (por exemplo, estudos randomizados controlados) e sempre devem ser observadas quando se relata este tipo de estudo. A maioria das diretrizes publicadas é mais específica, porém, elas trazem orientação relevante a uma determinada especialidade médica ou um aspecto particular da pesquisa (por exemplo, eventos adversos informados, avaliações econômicas, etc.). O conteúdo de cada uma dessas diretrizes foi considerado cuidadosamente por grupos multidisciplinares de especialistas relevantes e há uma justificativa sólida para cada item de informação solicitada. Os itens variam desde solicitações ‘simples’, tais como identificação do projeto do estudo nos títulos ou resumos, até itens focados nos aspectos de métodos de pesquisa que podem criar viés na pesquisa.

Seguir as diretrizes para relatos geralmente aceitas internacionalmente (tais como aquelas apresentadas aqui) ajuda a assegurar que o manuscrito do estudo contém as informações necessárias que os leitores precisam para avaliar a relevância, metodologia e validade dos seus resultados.

Referências:

Simera I, Altman DG. Reporting medical research. Int J Clin Pract. 2013;67(8):710-6.

Moher D, Weeks L, Ocampo M, Seely D, Sampson M, Altman DG, Schulz KF, Miller D, Simera I, Grimshaw J, Hoey J. Describing reporting guidelines for health research: a systematic review. J Clin Epidemiol. 2011;64(7):718-742.

Simera I, Altman DG, Moher D, Schulz KF, Hoey J. Guidelines for reporting health research: the EQUATOR network’s survey of guideline authors. PLoS Med. 2008;5(6):e139.

Wager E, Kleinert S. Responsible research publication: international standards for authors. A position statement developed at the 2nd World Conference on Research Integrity, Singapore, July 22-24, 2010. Chapter 50 in: Mayer T & Steneck N (eds) Promoting Research Integrity in a Global Environment. Imperial College Press / World Scientific Publishing, Singapore, 2011: pp 309-16). (ISBN 978-981-4340-97-7)

Apresentações:

O uso desses slides está liberado, porém dê o crédito de preparação aos membros da EQUATOR Network

O que são diretrizes para relatos—resumo (Iveta Simera, oficina da EQUATOR, Genebra, 2013)

O que são diretrizes para relatos (Iveta Simera, oficina da EQUATOR, Chicago 2013)

Artigo de pesquisa: onde as diretrizes para relatos podem ajudar (Iveta Simera, oficina da EQUATOR, Freiburg 2012); estrutura de um artigo médico científico: elementos-chave de conteúdo, dicas de redação e exemplos de diretrizes para relatos (folheto em PDF)

Introdução ao website da EQUATOR e aos recursos on-line (Shona Kirtley, Chicago 2013)